Para Lipovetsky, globalização fortaleceu individualismo
25/08/2005
Todo encontro de cultura precisa, para suscitar o debate, de pensadores polemistas. Foi o que aconteceu ontem na 11ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo quando o francês Gilles Lipovetsky, um dos principais pensadores da sociedade moderna, causou controvérsia após falar sobre luxo, beleza, modernidade, prazer e exacerbação do capitalismo. 'Antes a vida era vista como uma passagem; agora se pensa que a vida é uma só e que devemos buscar o prazer', disse. E completou: 'Além disso, o luxo precisa ser público, estar ao alcance de todos. E, para se alcançar isso, são necessárias parcerias entre poder estatal e iniciativa privada'.

Conhecido como o 'filósofo da moda', nos dois sentidos, ele afirmou que os costureiros, nos últimos 20 anos, inventaram as núpcias entre moda e arte. Completou garantindo que muitos colegas seus já mortos e outros vivos não devem estar gostando nada do que anda falando, pois 'filósofos em geral possuem uma espécie de código genético de resistência ao efêmero'. O autor de 'O império do efêmero' e 'Tempos hipermodernos' explicou que vivemos atualmente uma fase em que não têm mais sentido palavras como pós-modernidade. Segundo ele, entramos na hipermodernidade, com o homem contemporâneo assumindo múltiplas facetas: a ditadura da moda, a metamorfose da ética e a explosão do consumo de luxo para atender a um indivíduo que surgiu com todas as frustrações dos tempos modernos.

Lipovetsky afirmou que o momento atual é a era da tecnociência e que a globalização fortaleceu o individualismo e o avanço técnico-científico. Salientou ainda que, quando as pessoas viajam, gostam de ver o belo. 'Não sei o que vão achar belo no ano de 2400, talvez coisas efêmeras que foram criadas e que só existam na Internet', argumentou. Por fim, disse que é a favor de governos descentralizados, democráticos e que afirmem as identidades particulares das regiões.

(Correio do Povo / Porto Alegre-RS)
Link:

Voltar | Versão em PDF | Indicar

 

Os dados pessoais fornecidos pelos usuários do site www.editorasulina.com.br são assegurados pela seguinte Política de Privacidade