O Bonde
12/06/2003
Prêmio Nobel de Literatura em 1985, um dos maiores expoentes do chamado Novo Romance, Claude Simon apresenta em O Bonde uma viagem ao passado, evocando fortemente o poder da memória. Ao lado de um condutor ensimesmado e silencioso, numa prosa que segue o fluxo das lembranças, o leitor é convocado para um nostálgico passeio que ultrapassa os limites do trajeto dos trilhos. Tradução de Juremir Machado da Silva (ZH/Segundo Caderno)

Link:

Voltar | Versão em PDF | Indicar

 

Os dados pessoais fornecidos pelos usuários do site www.editorasulina.com.br são assegurados pela seguinte Política de Privacidade